Skull and Bones: caveira e ossos

São muitas as conspirações quanto a existência de sociedades secretas e o papel de verdadeiras ‘donas do mundo’ que as mesmas exercem. Tais organizações são compostas por magnatas, grandes bilionários e personalidades influentes que utilizam do poder que já possuem para concentrarem ainda mais suas riquezas e interesses. As sociedades mais famosas são a Maçonaria, os Illuminati e a Skull & Bones.

Fundada em 1832, a Skull and Bones (Caveira e Ossos, em português) é uma das mais sólidas sociedades secretas do mundo. Formada por uma elite de ‘iluminados’, o principal objetivo da organização é a formação de uma governo mundial absoluto e único – mais conhecido como Nova Ordem Mundial. Em 1833, William Huntington e Alphonso Taft introduziram a filosofia da sociedade na Universidade de Yale, nos Estados Unidos, e, a partir de então, a mesma passou a assumir o caráter estudantil.

O ingresso na Skull and Bones é somente por convites. Só são aceitos homens brancos, protestantes e oriundos de família rica. Os potenciais membros – normalmente seus pais já faziam parte da ordem – são minuciosamente investigados antes de serem convidados. Após serem admitidos passam a ser conhecidos como ‘Bonesmen’. Já no último ano de estudo, são titulados cavaleiros.

Skull and bones

‘Reza a lenda’ que a Skull and Bones é parte do sistema conhecido como ‘A Irmandade da Morte’ e uma espécie de ‘braço direito’ da Thule – confraria alemã que, segundo conspirações, teria iniciado Adolf Hitler no Satanismo.

skull and bones e 'ordem ss'

A “Ordem SS”, de Hitler e do Nazismo, sempre apareceu atrelada ao Skull and Bones

O nome e o símbolo da sociedade secreta são indicativos das influências na elaboração de seus princípios. O crânio (Skull) sobre dois ossos (Bones) também fora usado pelos piratas para simbolizar a morte e, atualmente, encontramos o mesmo desenho em substâncias que contêm veneno mortal.