Símbolos Chineses

Os símbolos chineses ou caracteres Han (Hanzi) não são propriamente ideogramas, mas sim logogramas – grafema ou símbolo único que denota um conceito abstrato ou concreto da realidade. Também denominados sinogramas, o sistema de escrita é utilizado no chinês, no coreano (hanja, apenas na Coreia do Sul), no japonês (kanji) e em outros idiomas.

As suas origens são remotas, ou seja, não é possível afirmar, com precisão, quando apareceram os primeiros registros desta escrita. Alguns pesquisadores apontam indícios anteriores à dinastia Shang, no século XIII a.C., já Confúcio, por exemplo, faz menção a existência de um sistema de escrita anterior a 2000 a.C.

Cada logograma corresponde a um morfema (partes de uma palavra) e, por representarem conceitos, podem ser lidos de diferentes formas. Assim, através do sistema de escrita, um falante de cantonês consegue se comunicar com um falante de mandarim, embora os dialetos sejam reciprocamente incompreensíveis.

Na China, muito por conta do fato do país ser o mais populoso do mundo, há uma enorme variedade de dialetos (variações linguísticas). A escrita, portanto, é um importante símbolo de unidade cultural. Ciente desta importância, o governo chinês, numa tentativa de melhorar os níveis de alfabetização da população, decidiu simplificar muitos dos caracteres, através da diminuição do número de traços. Hong Kong, Macau e Taiwan não adotaram os logogramas simplificados e continuaram a utilizar os caracteres tradicionais.

Além da simplificação na grafia, os logogramas foram divididos em seis categorias diferentes (liùshū). Lembrando que apenas uma pequena parte dos caracteres fazem parte das quatro primeiras categorias.

Pictogramas (xiàng xíng)

Imagens estilizadas dos objetos que simbolizam (imitação da forma).

pictogramas-simbolos-chineses

Ideogramas (zhǐ shì)

Indicam uma ideia através de um símbolo ou alteração dos pictogramas.

ideogramas-simbolos-chineses

Ideogramas Compostos (huì yì)

Combinação de dois ou mais ideogramas ou pictogramas indicando um novo e terceiro significado. Por exemplo, duplicando o ideograma 木 (árvore), temos 林 (bosque) e triplicando-o 森 (floresta).

ideogramas-compostos-simbolos-chineses

Empréstimos Fonéticos (jiǎjiè)

Caracteres ‘emprestados’ que servem para indicar uma homofonia ou quase-homofonia. É o caso de ideogramas que possuem a mesma pronúncia. Exemplo: 來 (trigo) e 麥 (chegar) partilham a mesma pronúncia (lài).

emprestimos-foneticos-simbolos-chineses

Caracteres Semântico-Fonéticos (xíng shēng)

O mais comum dos caracteres chineses (forma e som). Constituídos por dois ou mais elementos: o que indica a pronúncia (fonético) e o que indica o significado (semântico).

caracteres-semantico-foneticos-simbolos-chineses

Cognatos Derivativos (zhuǎn zhù)

Esta categoria tem um valor meramente histórico. Refere-se a ideogramas e pictogramas com significados semelhantes e, muitas vezes, com a mesma etimologia mas que acabaram por divergir tanto no significado quanto na pronúncia.

cognatos-derivativos-simbolos-chineses