Mapa de Risco

Um mapa de risco é uma representação gráfica que refere-se aos perigos presentes em ambientes de trabalho, capazes, muitas vezes, de acarretar prejuízos à saúde do profissional. Tais fatores são oriundos nos inúmeros elementos do desenvolvimento trabalhístico (equipamentos, materiais, suprimentos, instalações e espaços de trabalho) e do processo organizacional (ritmo, arranjo físico, método, postura, turnos, jornada, treinamento, etc.).

Graficamente, o mapa de risco é apresentado através de círculos de cores distintas. O tamanho define a gravidade dos riscos (pequena, média, grande) e as cores (marrom, verde, vermelho, azul e amarelo) classifica os tipos (biológico, físico, químico, mecânico e ergonômico).

Mapa de Risco

O principal objetivo do mapa é identificar locais e situações potencialmente perigosos. O ideal é que os próprios funcionários apontem os principais problemas de seus respectivos ambientes de trabalho. Assim, exatamente no local indicado (um equipamento, por exemplo), deve ser instalado o círculo no tamanho previamente definido e avaliado pela CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes).

O mais aconselhável é que o mapa de riscos ambientais deva instalado em um local visível, para que assim alerte todos os trabalhadores sobre os perigos da área. No caso de no mesmo local acontecer a incidência de mais de um risco com gravidade similar, o círculo utilizado é o mesmo, dividindo-o em partes e pintando-o com as cores correspondentes. Dentro de cada círculo deve também ser anotado o número de funcionários expostos aos riscos.

mapa-de-risco

A validade de um mapa fica por conta das mudanças que podem acontecer no ambiente de trabalho. Uma nova máquina, mudanças na forma de produzir, novas entradas, novas saídas ou mudanças de layout são suficientes para que modificações sejam feitas.

Mapa de Risco