Libra

Libra (astrologia)

libra/balançaLibra é o sétimo signo do zodíaco (zodion = animal) e o único que não é representado por um ser vivo – seu símbolo é uma balança. Com algumas variações a depender do ano, os librianos são as pessoas nascidas entre 23 de setembro e 22 de outubro.

Situado entre o signo de Virgem e Escorpião e associado à constelação de libra – aparece no equinócio de primavera, quando dia e noite possuem a mesma duração, representando mais uma vez o equilíbrio – o libriano é regido por Vênus e o seu elemento natural é o ar.libra/balança

A primeira vista, para os que se interessam por astrologia, o símbolo de libra ser uma balança pode parecer uma contradição, sendo que o signo é regido por Vênus – a deusa do amor e dos relacionamentos. No entanto, a escolha se explica: a balança possui dois pratos e a posição de cada um deles é sempre definida, invariavelmente, em relação à posição do outro. Quando uma das partes está mais pesada o outro inevitavelmente sobe. A união de duas partes, buscando o equilíbrio, constitui o relacionamento.

Na mitologia grega, libra é representado pelo mito de Astreia, filha de Têmis e Zeus, que orientava os mortais sobre a justiça. Além de está relacionado com outros três deuses: Atena (inteligência), Apolo (arte) e Afrodite (amor).

Libra Esterlina (moeda)

libra esterlinaA libra esterlina ou apenas libra (em inglês, pound sterling ou pound) é a moeda oficial do Reino Unido e dos territórios britânicos ultramarinos. Usada, na Inglaterra, desde 928 – quando Athelstan, o primeiro Rei inglês, organizou a produção do dinheiro – a libra, atualmente, pode ser emitida por mais de um banco, sendo que o padrão é único.

A palavra pound (libra) era um termo utilizado pelas unidades monetárias de várias regiões do continente europeu. Já a palavra sterling (esterlina) deriva do francês antigo esterlin, que originou o termo em inglês stière (indestrutível).libra esterlina moeda

Simbolizada pelo ‘£’ – derivado do $ (cifrão) e do ‘L’ maiúsculo manuscrito, ou seja, o ‘padrão-ouro’ – na matemática é utilizada para assinalar as funções e as regras de derivação e/ou determinação de derivadas.

As primeiras notas surgiram em 1694 seguido da fundação do Banco da Inglaterra – primeiro banco central do mundo. O Rei William III, para financiar a guerra contra a França, recolheu todo o ouro que circulava no país, em troca as pessoas recebiam uma nota promissória. Não demorou muito para acontecer a primeira falsificação – Daniel Perrismore, em 1695, foi preso com 60 notas falsas de 100 libras. A partir desse episódio, o Rei instituiu a pena de morte para quem falsificasse e introduziu marcas d’água nas cédulas.