Símbolos Judaicos

O Judaísmo é considerado a primeira religião monoteísta (crença na existência de apenas um Deus) da história do mundo. Para os judeus, Deus fez uma espécie de acordo como os hebreus (o povo escolhido) prometendo-lhes a terra prometida. Atualmente a religião é praticada em diversas regiões do mundo – o estado de Israel concentra o maior número de praticantes.

Dentre os rituais e símbolos judaicos destacam-se os cultos que são realizados em templos chamados de sinagoga, o menorá, o Bar Mitzvah (iniciação a vida adulta), o kippa (touca que representa o respeito a deus durante as orações), dentre outros.

Menorá

menora-simbolos-judaicosUm dos principais e mais difundidos símbolos judaicos, a Menorá é um candelabro de sete braços. Constituído, originalmente, de ouro batido, puro e maciço, a ‘lâmpada’ foi feita por Moisés para ser colocada no Santo Lugar junto com a Mesa dos Pães da Proposição e o Altar de Incenso.

A Menorá representa, essencialmente, os arbustos em chamas que Moisés viu no Monte Sinai. O símbolo existia desde o tabernáculo – atualmente representa o povo judeu e o Estado de Israel, juntamente com a Estrela de Davi.

Outro candelabro importante para os judeus é a Chanukiá.

Chanukiá

chanukia-simbolos-judaicosDiferentemente da Menorá, que possui sete braços, a Chanukiá é constituída de nove braços. Usado, principalmente, durante os oito dias da Festa das Luzes, o símbolo é parte fundamental na celebração do feriado de Chanuká.

Nesta festa, os judeus celebram a libertação do Templo de Jerusalém do controle dos Gregos. Ao acender o candelabro o povo judeu torna público o milagre de Chanuká – o azeite que havia numa botija, e que duraria apenas um dia, queimou no chanukiá por oito dias. Por este motivo, o símbolo possui os seus nove braços, sendo o braço do meio, o mais proeminente, chamado de Shamash (servente), usado para aceder as demais velas que são colocadas nos demais braços.

Hamsá

hamsa-mao-de-fatima-simbolos-judaicosUsado por praticantes do Judaísmo e do Islamismo, o amuleto contra o mau-olhado também é conhecido pelos nomes mão de Fátima, mão de Deus, olho de Fátima, chamsá, mão de Míriam ou mão de Hamesh.

Saiba mais sobre o símbolo em Hamsá/Mão de Fátima.