Código Morse

Através de um sinal codificado enviado descontinuamente (sequência de pontos, espaços e traços), o Código Morse representa letras, sinais de pontuação e números. Desenvolvido, em 1835, pelo norte-americano Samuel Finley B. Morse, o sistema foi muito utilizado nas comunicações telegráficas. Morse foi o primeiro a transmitir um telegrama e também foi quem desenvolveu o telégrafo elétrico – dispositivo que, através de correntes elétricas, controla eletroímãs que são capazes de emitir ou receber sinais.

Uma mensagem codificada em Morse pode ser transmitida de inúmeras maneiras em pulsos (ou tons) longos e curtos: ondas eletromagnéticas (sinais de rádio), sinais visuais (luz apagando e acendendo), ondas mecânicas (pertubações sonoras) e pulsos eléctricos transmitidos em um cabo. O sistema é o único modo de modulação inventado para ser entendido pelo homem sem a ajuda de computadores. No entanto, devido a sua complicada decifração por leigos, passou a ser muito utilizado em situações de guerra e com o desenvolvimento de tecnologias da informação tornou-se obsoleto.

No Brasil, o primeiro telégrafo elétrico foi implantado em 1852, a fim de, por questões de segurança, policiar o litoral. Para que o aparelho funcionasse, postes e fios tiveram que ser instalados por milhares de quilômetros.

Aparelho de Telégrafo

Primeiro meio de comunicação à distância

O Código Morse é composto por seis elementos:

  • Ponto, sinal curto ou ‘dit’ (·)
  • Traço, sinal longo ou ‘dah’ (-)
  • Intervalo entre caracteres
  • Intervalo curto (entre letras)
  • Intervalo médio (entre palavras)
  • Intervalo longo (entre frases)

A composição do código Morse ocasionava em caracteres com comprimentos variáveis, o que dificultava a adaptação à comunicação automatizada. Logo, formatos regulares, como o Código Baudot e ASCII, substituíram gradualmente o morse.

Alfabeto Internacional de Morse

Números e Pontos Morse

Abreviaturas:

  • SOS – talvez a sequência mais conhecida que significa sinal de perigo
  • EEEEEE etc. – sinal de anulação ou erro
  • TTTTTT etc. – sinal de reconhecimento
  • R – ‘mensagem recebida’
  • UD – sinal de repetição. Usado para obter a repetição de parte ou a totalidade da mensagem
  • C – ‘a sua repetição está certa’
  • W – ‘impossibilidade de leitura em virtude da falta ou insuficiência de luz
  • AR – fim de comunicação.