Símbolo Paz e Amor

Quando uma pessoa se refere ao símbolo da paz imediatamente nos vem à cabeça a imagem do conhecido círculo com três linhas no interior. É quase uma unanimidade, aos que pertencem a geração pós 2ª Guerra Mundial, a familiarização com o desenho e o seu respectivo significado. No entanto, o que poucos sabem é que esse símbolo não foi criado para ser o símbolo da paz e tampouco foi a primeira imagem a simbolizar o conceito que exprime a união, o bem estar, a harmonia e a satisfação.

Criado pelo britânico Gerald Holtom, em 1958, a finalidade inicial era representar visualmente o movimento para o desarmamento nuclear – alguns historiadores supõem que a criação do símbolo fora encomendada pelo Comitê de Ação Direta contra a Guerra Nuclear. Claro que, assim que a imagem começou a se popularizar, logo outras bandeiras a adotaram e é bem provável que Holtom não imaginou que o seu desenho iria ser utilizado para outros fins e muito menos que iria atravessar fronteiras oceânicas. O certo é que, até então, não aconteceu nenhuma guerra do tipo e, atualmente, o símbolo estampa camisetas, aparece em diversos acessórios e até mesmo é tatuado na pele de muitas pessoas.

simbolo-paz-amor-

O símbolo chegou aos Estados Unidos, no mesmo ano da sua criação, através de um manifestante pacifista. Mas só em 1960, quando a União Estudantil para a Paz reproduziu, em massa, a imagem, a mesma passou a ser utilizada como sinal da paz. Milhares de cópias foram vendidas em vários centros estudantis e em universidades. Com a crescente disseminação, no início da década de 1970, a marca já era aceita como o símbolo oficial do sentimento de paz.

Quanto às referências de Holtom para a sua criação, esta veio dos sinais de bandeiras.

Criação-do-Símbolo-da-Paz

O que Holtom fez foi, basicamente, combinar dois sinais que representavam as letras ‘n’ e ‘d’ – as iniciais para Nuclear Disarmament (desarmamento nuclear, em tradução livre para o português).

Portanto, ao contrário do que muitas pessoas pensam, o ‘símbolo paz e amor’ não foi desenvolvido pelo movimento hippie. Outros movimentos, que se apropriaram da imagem – New Age (Nova Era), Satanismo (conhecido como Cruz de Nero) e até mesmo apareceu como símbolo da anarquia – também não são os responsáveis pela criação da marca.